fbpx

Principais custos e desperdícios da manutenção, como evitá-los?

Você realmente sabe a diferença entre reduzir custos ou acabar com os desperdícios  no setor de manutenção? Ambos os termos estão relacionados, no entanto apresentam algumas diferenças que são fundamentais para  um melhor desempenho na sua indústria. Sendo assim, é necessário inicialmente entendermos a diferença entre esses termos e descobrir como evitá-los.

Eliminação de Desperdícios

O conceito fundamental do desperdício no meio industrial é entendido como todo e qualquer recurso que se gasta sem necessidade. O desperdício é um gasto extra que aumenta os custos dos produtos sem agregar valor nenhum ao mesmo.

O desperdício também está presente quando se tem determinado recurso que está sendo utilizado de forma abaixo do seu verdadeiro potencial, ou seja, tal recurso poderia ser explorado de forma melhor.

Entendemos assim que é fundamental que se tenha um controle e se busque a eliminação completa dos desperdícios para aprimorar a linha de produção com o menor custo possível. Existem alguns fatores fundamentais que ajudam a eliminar esse desperdício, entre eles:

1. Qualidade da Mão de Obra

O desperdício gerado pela mão de obra pode ocorrer por diversos motivos, o que mais se destaca é a qualificação. Com uma mão de obra desqualificada, tem-se a necessidade de mais tempo para realizar determinada manutenção e grande possibilidade de ser necessário uma ação de retrabalho.

Outra forma de desperdício nesse ponto, é alocar um funcionário com um nível de qualidade diferente do da ação necessária. Ou seja, se você tem uma ação relativamente simples e um funcionário com alta qualidade de especificação irá realizá-la você está desperdiçando esse funcionário que poderia estar fazendo outra ação enquanto um menos qualificado realizasse a tarefa mais simples.

Por isso, é fundamental o controle da equipe de trabalho para evitar desperdícios.

qualidade mão de obra tecnico manutencao

2. Ferramentas adequadas

Muitos processos de manutenção precisam de ferramentas adequadas e de qualidade, esse fator pode interferir na velocidade e qualidade do serviço. Ferramentas inadequadas geram desperdício justamente por muitas vezes atrapalharem na velocidade das tarefas e quando realizadas, geram a possibilidade de um retrabalho, sendo um gasto desnecessário de tempo que compromete a produtividade.

3. Programação de atividade

Com certeza um dos maiores desperdícios na manutenção é a falta de planejamento e o fluxo de atividades. Paradas não programadas atrapalham a produção e geram um desperdício imenso, por isso é necessário se ter uma programação de inspeções e monitoramento adequado a fim de se contornar tal situação.

4. Sobressalentes

Um aspecto muito importante para o setor de manutenção é ter um estoque adequado para suprir todas as necessidades do setor. Um estoque mal gerenciado, com falta de determinados produtos interfere muito no tempo parado para conserto de equipamentos e necessidade de retrabalho dos mesmos, contribuindo para um grande desperdício.

Por isso, é fundamental que o estoque de manutenção tenha um gerenciamento e organização de peças, para estar apto para o conserto dos ativos e assim contornar tal situação.

Redução de Custos

Custo no meio industrial é entendido como todo o valor monetário de todas as atividades na área de serviços  ou nos processos de fabricação. Dessa forma entendemos a redução de custos justamente como a tentativa de reduzir ao máximo esse valor monetário gasto.

A ideia de redução ideal, deve ser aplicada de forma constante, com programas  que buscam uma melhoria contínua de tal conceito. No entanto, quando se fala de redução de custos tem-se a ideia de medidas imediatistas, que embora de início possam parecer boas mas depois geram consequências negativas para a empresa, como por exemplo cortes de custos e dispensa de colaboradores.

Como já vimos acima,  a eliminação de desperdícios já colabora para grande redução dos custos, porém, existem alguns outros fatores que influenciam na redução de custos e pode influenciar a sua indústria:

1. Estratégia de Manutenção

A ideia inicial pode parecer óbvia, mas é muito importante entender as propriedades de seus ativos para assim elaborar estratégias de acordo com a criticidade dos equipamentos e ações adequadas para os mesmos. Estratégias de manutenção não adequadas geram gastos excessivos com quebras por falta do cuidado com o ativo ou cuidado em excesso, gerando um gasto desnecessário que pode ser controlado com uma boa estratégia de preditiva.

2. Melhoria contínua dos processos

Uma forma muito utilizada na tentativa de se reduzir os custos é a definição de programas de melhoria contínua. Esse fator é fundamental para agregar mais conhecimento para o profissional de manutenção e consequentemente gerar melhoria na linha de produção de forma que se possa reduzir os custos.

Principais custos e desperdícios da manutenção, como evitá-los?

3. Análise de Falhas

Uma das formas mais eficazes de redução de custos é a eliminação de quebras e falhas dos equipamentos. Para esse cenário ser concretizado, é necessário a implementação de métodos de análise de falhas que ajudarão a entender os pontos principais de falhas da empresa. A partir de tais análises você entende e soluciona a causa raiz dessas falhas, ajudando assim na redução de custos.

Uma  forma efetiva de realizar tal análise, é a partir de plataformas voltadas para a manutenção preditiva, como a da Tractian. A partir desses sistemas, é possível se ter o monitoramento constante de seus equipamentos, e alertas de qualquer tipo de falha que possa acontecer nesses ativos. Se quiser ter mais informações, entre em contato com um de nossos especialistas.