Capa

Gargalos de produção: como evitar?

É comum se deparar com processos produtivos sendo interrompidos ou apresentando velocidade abaixo do esperado devido a gargalos na linha de produção. 

Gargalos de produção é visto como eventos que limitam a capacidade de um sistema e, consequentemente, representam um custo maior para a empresa – sem contar a perda de tempo e produtividade. Além disso, o que muitos profissionais da manutenção não sabem, é que a principal causa dos gargalos na linha de produção é a falta de conhecimento do processo produtivo.

Os chefes de operações costumam ver o processo de produção da empresa sob uma perspectiva de fora para dentro, deixando passar despercebidos os detalhes que mais contribuem para gerar os gargalos. É necessário identificá-los em suas origens, mapear as causas e buscar soluções.

Por isso, é fundamental conhecer o processo produtivo envolve dominar a gestão, desde a matéria-prima até os clientes, além de acompanhar o desempenho da equipe e das máquinas, para uma melhoria contínua. 

Outro ponto importante é conhecer os indicadores e analisar os dados que podem servir de alerta para eventuais problemas. Quer saber mais a respeito? E como eliminar os gargalos? Continue lendo!

Gargalos de produção geram altos custos

Como identificar ?

Nem sempre é fácil localizar, por isso é fundamental fazer a análise de gargalos na linha de produção. Eles podem estar em qualquer ponto da cadeia produtiva da empresa, seja na entrada (por exemplo, no tempo de recebimento de novos materiais do fornecedor), no meio da cadeia (o tempo de fabricação de um determinada peça) ou no final (a velocidade de venda dos produtos fabricados). 

Mas, seja qual for a sua localização, uma coisa é certa: o gargalo afetará todas as etapas do processo produtivo.

Entenda o diagrama de Ishikawa e outras ferramentas

Dessa forma, conhecendo alguns dos principais gargalos na capacidade produtiva, poderá ajudar a  avaliar sua indústria e definir ações corretivas mais eficientes para o chão de fábrica. Vamos a eles:

Gestão de insumos

O maior nível de ociosidade ocorre quando o gargalo está próximo ao input (início da produção), pois isso não só compromete todas as fases seguintes do sistema, mas afeta a capacidade de produção. 

Esse gargalo acontece, principalmente, quando fornecedores não conseguem entregar insumos dentro dos prazos estipulados ou com a qualidade necessária.

Falhas em máquinas e equipamentos

Necessidade de consertos no maquinário, tecnologias obsoletas que precisam de manutenção, paradas frequentes e quebra de equipamentos. 

Todos esses problemas são grandes causadores de gargalos na produção e quase sempre podem ser percebidos no dia a dia da indústria.  

Atualmente, existem tecnologias que conseguem realizar análises preditivas de falhas potenciais nos equipamentos, utilizando softwares inteligentes e conexões de sistema que identificam futuros gargalos na produção antes mesmo que aconteçam.

Avaliação dos resultados de cada etapa

O monitoramento da qualidade dos processos internos é algo que deve ser feito continuamente, porque assim é possível garantir maior efetividade das ações.

Uma forma de o gestor fazer isso é analisando se a etapa atingiu os resultados esperados pelo time de planejamento, quais pontos não foram alcançados e o que levou a tal situação. 

Para essa avaliação, ferramentas de monitoramento de hardware são essenciais, uma vez que indicam rapidamente quando alguma etapa não está apresentando a performance esperada.

Gestão detalhada de custos

Os gargalos podem impactar de maneira significativa os custos da indústria e não ter esse mapeamento e detalhamento dos custos não é o melhor dos cenários para qualquer gestão.

Através de um acompanhamento detalhado das despesas da linha de produção, os gestores conseguem perceber quais pontos estão aumentando os custos e deixando o processo mais caro – identificando, assim, possíveis gargalos na produção.

Gargalos de produção nas indústrias

Quais os impactos?

Os impactos serão sentidos em quase todos os setores, gerando uma série de transtornos, que vão desde a baixa produtividade na linha de produção, pois a equipe fica ociosa, baixa qualidade no produto final, conflitos entre a equipe por conta de desgates de relação, pouca previsibilidade da produção e falta de definição da capacidade de produção, por conta de inúmeros erros que estão sendo mascarados. Outros problemas como falta de estoque, atraso de faturamento e processo logístico também aparecerão.

Como evitar esse problema em uma indústria?

Uma vez identificados, existem várias formas de resolver os gargalos e garantir a alta efetividade do processo produtivo. 

Para cada tipo, há uma ação corretiva que pode ser aplicada a fim de melhorar continuamente a linha de produção. 

Abaixo, separamos alguns pontos fundamentais para promover essas melhorias. Confira:

Mapeie os processos da sua operação

Mapear processos significa ter uma visão macro e objetiva sobre tudo. É essencial mapear o processo produtivo, identificando cada uma das etapas, os insumos que requer, as máquinas que envolve e a mão de obra que atua nela, você certamente vai identificar pontos de otimização.

Esse olhar abrangente possibilita uma melhor alocação dos recursos, garantindo um maior aproveitamento dos ativos e insumos da indústria.

Use os indicadores de performance 

Gerir é complexo: você não pode ficar o tempo todo ao lado dos operadores verificando como está a produção, afinal, há vários outros fatores com que lidar.

Por isso, os indicadores de performance são um importante mecanismo de gestão. Os chamados KPI’s (Key Performance Indicators) permitem que você obtenha diagnósticos confiáveis visualizando números e dados concretos.

Tão importante quanto consertar quando quebrar é conseguir analisar dados importantes dos ativos em tempo real.

Conheça 8 indicadores de desempenho na indústria

Use a tecnologia a seu favor com plataformas inteligentes

O que certamente você já sabe é que, quando se trata de processos industriais, quanto mais manual for a rotina, mais desperdício ela pode ter. Dessa forma, a tecnologia se torna uma forte aliada de qualquer gestor porque é com ela que você terá informações precisas que te ajudarão a tomar decisões.

A digitalização e automação por meio de sistemas de gestão permite acesso fácil, integrado e confiável aos dados de uma empresa. 

A partir das informações levantadas por alguns softwares, como o da TRACTIAN, é possível fazer diagnósticos aprofundados sobre as medidas necessárias para reduzir custos e aumentar a produtividade.

Use a tecnologia a seu favor e automatize seus procedimentos para garantir maior confiabilidade e disponibilidade dos seus ativos!

Passo a passo para começar uma manutenção eficiente na indústria

Para saber mais sobre a nossa solução e como ela pode diminuir os gargalos da sua produção, converse com um de nossos especialistas.

Compartilhe:

Icon - Compartilhe no facebookIcon - Compartilhe no LinkedinIcon - Compartilhe no Whatsapp

Sobre o autor:

Foto do Autor

Gabriel Lameirinhas

Fundador e Co-CEO da Tractian. Engenheiro de Computação pela USP, Especialista em preditiva e apaixonado por manutenção industrial.

Linkedin do Autor
smart-trac-v4-chip-Tractian

Está gastando muito com a manutenção inesperada de suas máquinas?

Preencha abaixo o seu e-mail e descubra com o nosso especialista como reduzir esse custo!