Voltar para o Blog

Desalinhamento de eixos e os perigos para seu equipamento

Você sabe quais são os principais problemas relacionados ao desalinhamento de eixos? A TRACTIAN coloca essa questão em pauta e te explica sobre esse assunto.

O desalinhamento nas máquinas ocorre quando as linhas de centro dos eixos de rotação de duas, ou mais, máquinas acopladas não coincidem uma com a outra, ou seja, os componentes não estão nivelados com o centro. Isso acontece devido ao mau alinhamento entre as peças, e é considerado a segunda fonte de vibração que mais prevalece.

Uma pesquisa feita pela International Maintenance Conference (IMC- 2012) sobre falhas, mostra que o desalinhamento aparece em primeiro lugar com 32%, sendo o principal motivo para falhas em máquinas, seguido de falha de rolamento (31%), desbalanceamento (18%), folgas (16%) e outros (3%).

O desalinhamento pode se apresentar de três formas: paralelo, angular ou combinado:

Desalinhamento paralelo ou radial: o próprio nome diz, ocorre quando as linhas de centro se apresentam de forma paralela;

Desalinhamento angular ou axial:  a irregularidade é mostrada a partir de ângulo formado, entre as linhas centrais;

Desalinhamento combinado: é a mais comum entre as outras, há desvios paralelos e angulares nas linhas do centro.

O alinhamento adequado contribui para o funcionamento correto das máquinas e também, proporciona um aumento de vida útil tanto do ativo quanto dos seus componentes, como rolamento e vedações, baixo custo de manutenção e pode reduzir o consumo de energia em até 15%. Mas, ao utilizá-lo de maneira incorreta, pode trazer alguns prejuízos para a empresa como:

  • Diminuição na capacidade de produção;
  • Danos em outros componentes como rolamentos, engrenagens, mancais, acoplamentos, selos mecânicos e na própria base que estrutura o equipamento;
  • Diminuição da vida útil dos ativos;
  • Redução da eficiência da máquina desalinhada;
  • Aumento da energia usada pela máquina.

Sintomas do desalinhamento

A equipe de manutenção deve estar atenta a esses detalhes:

  • Vibração Excessiva;
  • Aumento da temperatura da carcaça próxima ao rolamento;
  • Alta temperatura e vazamento do óleo;
  • Parafusos soltos.

O dia a dia nas indústrias geram diferentes desafios e obstáculos, e um deles é fazer a manutenção preditiva, permitindo que ações adequadas sejam realizadas para evitar a paralisação de um equipamento.

O constante monitoramento durante a produção, gera aos ativos mais confiabilidade e pela tecnologia desenvolvida pela TRACTIAN, os chamados Band-Trac são conectados aos sensores IoT, onde conseguem medir com precisão a temperatura e vibração.

Além de enviar todos os dados coletados para a plataforma de monitoramento, por meio delas é possível antecipar falhas potenciais, incluindo o desalinhamento de eixos, reduzir em 60% o custo em manutenção e em 55% o número de quebras inesperadas.

Como corrigir um desalinhamento de eixos?

  • Reúna as informações importantes coletadas pela plataforma da TRACTIAN;
  • Verifique as especificações técnicas do ativo desejado;
  • Calcule as medidas;
  • Faça o alinhamento;
  • Verifique o resultado e constate que o alinhamento ficou como deveria

Compartilhe:

Sobre o Autor:

Igor Marinelli

Fundador e CEO da TRACTIAN, startup que descomplica a manutenção preditiva e avisa quando as máquinas vão quebrar. Também é Colunista da Revista Manutenção. É uma das pessoas mais jovens a ingressar na área de manutenção no Brasil e sua empresa foi investida por fundos nos Estados Unidos.

Voltar para o Blog

Está gastando muito com a manutenção inesperada de suas máquinas?

Preencha abaixo com o seu e-mail para receber os nossos guias que podem te ajudar a reduzir esse custo!