Capa

7 dicas para alcançar a excelência na manutenção

A área de manutenção é fundamental para garantir o bom desempenho da produção, por isso é sempre importante buscar formas de melhorar o setor.

O setor de manutenção possui diversos indicadores-chave que indicam pontos aos quais devemos prestar atenção. No texto a seguir, iremos abordar alguns deles resumidamente – se quiser saber mais a fundo sobre o assunto, acesse nosso completo sobre indicadores de manutenção.

Além dos indicadores, existem outros pontos que definem a eficiência do setor de manutenção. Por isso, separamos uma lista de dicas para a  manutenção industrial para se ter um bom desempenho e produtividade. Boa leitura!

1. Buscar um maior controle das ferramentas

Onde foram parar as ferramentas novas que compramos? Com quem está determinada ferramenta da empresa e quando foi retirada? 

Se você se depara com questões como essas no setor de manutenção, uma reestruturação desse controle é absolutamente necessária. 

Para fazer isso, o primeiro passo é definir com clareza um plano de controle das ferramentas, ou seja, desenvolver um sistema que registre e controle cada entrega e devolução de equipamentos, bem como termos de responsabilidade e históricos de uso. 

Com um sistema de controle, é possível saber qual funcionário pegou determinada ferramenta e em qual horário, garantindo o total controle dos equipamentos e uma empresa mais organizada.

Uma forma de fazer esse gerenciamento é utilizando planilhas de monitoramento das ferramentas. 

Assim, antes de usar o equipamento, o colaborador deve registrar a ação na tabela, a fim de manter o controle e a organização de todo o setor. Confira o exemplo abaixo:

2. Ter um controle e organização de estoque

Quanto tempo você perde para encontrar a peça desejada no estoque da sua empresa? 

Se você respondeu um tempo relativamente alto, é fundamental que preste atenção na dica que te daremos a seguir. 

O controle de estoque de peças de manutenção, de reposição e de sobressalentes é muito importante para que se saiba exatamente onde procurar e encontrar a peça necessária para corrigir rapidamente o problema de determinada máquina.

Com uma má organização do controle de estoque, os colaboradores perdem muito tempo procurando pelas peças, o que diminui o rendimento da equipe e aumenta os custos de produção.

Uma boa estratégia é organizar o estoque em categorias, estabelecendo etiquetas facilmente identificáveis para cada categoria.

Assim, com um mapa de direcionamento para as etiquetas, é possível saber onde se encontra cada categoria do estoque, facilitando e acelerando o processo de procurar pelas peças.

Quer um exemplo de estoque bem organizado para se inspirar e transformar o seu? Aqui está:

Estoque bem organizado

3. Exercer controle sobre a  disponibilidade de mão de obra

Infelizmente é comum se deparar com gestores de manutenção que deixam o controle de ausências e horas extras dos funcionários exclusivamente a cargo do Departamento Pessoal.

O que nem todos sabem é que, sem este controle, fica bem mais difícil programar serviços de manutenção. 

Essa dificuldade tem como consequência uma maior ineficiência da gestão, já que os planos estabelecidos não são cumpridos devido à falta de mão de obra no momento em que a atividade de manutenção é gerada.

Imagine o seguinte cenário: uma máquina fundamental para a produção apresentou uma falha inesperada que exige manutenção urgente. No entanto, você percebe que não tem o número suficiente de colaboradores disponíveis para fazer o reparo. E agora?

Até você encontrar algum funcionário disponível, é gasta uma quantidade enorme de tempo. E, neste caso, a perda de tempo tem como consequência grandes prejuízos financeiros, já que a produção segue parada enquanto você não encontra colaboradores para executar aquela manutenção urgente.

Para que cenários desastrosos como esse sejam evitados, é fundamental que o gestor de manutenção também tenha ao seu alcance um controle do número de funcionários e suas jornadas de trabalho. 

4. Realizar um gerenciamento de gastos de manutenção

Quanto foi gasto no setor de manutenção da sua empresa no último ano? Qual foi o prejuízo gerado por problemas de manutenção? Qual foi a porcentagem de lucratividade sobre o setor de manutenção? 

Saber responder a tais perguntas é crucial quando o assunto é ter um controle exato dos gastos do setor de manutenção.

Num mercado cada vez mais competitivo, obter eficiência na produção a custos menores é um ótimo diferencial. É por isso que a manutenção deve se atentar ao gerenciamento de custos, registrando os gastos, elaborando planos de manutenção bem definidos e controlando a mão de obra e as peças.

Uma ótima estratégia para garantir esse controle eficiente de gastos é utilizar um software que faça automaticamente a gestão dos custos envolvidos em cada fase dos serviços de manutenção – desde a programação das atividades  até a inserção de peças/compras nos serviços efetuados. 

5. Analise e controle as metas individuais dos indicadores

Conforme já dissemos, os indicadores são pontos fundamentais para o controle do sistema de manutenção.

Por isso é importante que o gestor de manutenção esteja atento às metas individuais de cada indicador, garantindo a eficiência de todo o processo.

Dada a alta competitividade das empresas, é comum que todas estabeleçam suas metas diárias, semanais e mensais de produção. 

Para que estas metas sejam definidas e alcançadas, é necessário que as máquinas estejam disponíveis e em perfeito estado de operação. 

Entre os indicadores-chave, destacam-se:

  • MTBF: Tempo médio entre falhas
  • MTTR: Tempo médio para reparo
  • Disponibilidade
  • Confiabilidade
  • Backlog
  • CMF: Custo de Manutenção sobre Faturamento
  • CPMV: Custo de manutenção sobre valor de reposição
  • Distribuição por tipos de manutenção

É fundamental atender as metas de todos eles. Fazer vista grossa para um ou mais desses indicadores gera impacto direto nos objetivos e metas globais da organização. Sendo assim, execute tais metas a ponto de garantir a otimização total do setor de manutenção.

Acesse nosso artigo sobre os indicadores de manutenção e saiba tudo.

6. Garanta um bom controle e gestão do setor

Uma forma de garantir um bom desempenho da indústria é garantindo o controle eficiente de informações. 

Acontece que os esforços para manter todas essas informações integradas e gerenciadas não sobrevivem sem um controle e gestão adequados do setor.

Uma boa gestão é mais do que importante. Ela deve conseguir conversar com todas as informações do setor e fazer um bom gerenciamento das mesmas. 

Tendo esse controle, conseguimos observar vantagens como:

  • Otimização do fluxo de informação, permitindo maior agilidade e organização;
  • Redução de custos operacionais e administrativos e aumento de produtividade;
  • Maior integridade e veracidade da informação;
  • Maior estabilidade;
  • Maior segurança de acesso à informação.

A gestão de informações e gerenciamento das mesmas é fundamental para garantir o bom funcionamento e otimização da produção.

7. Monitore seus equipamentos constantemente

Outra estratégia extremamente efetiva para alcançar a excelência na admnistração e manter o bom desempenho da produção é o monitoramento dos equipamentos em tempo real.

Esse tipo de prática de manutenção preditiva garante maior controle e eficiência do maquinário, evitando quebras e paradas repentinas e contribuindo para que a produção siga o fluxo esperado.

E, para que a estratégia seja de fato assertiva, a melhor forma de implementar o monitoramento é utilizando a tecnologia como aliada e instalando sistemas preditivos como o da TRACTIAN. 

Com sensores inteligentes conectados a uma plataforma acessível de análise e gerenciamento de ativos, nossa solução monitora as máquinas em tempo real e envia insights precisos para a equipe de manutenção. Garantindo, assim, a saúde dos ativos e a qualidade da produção. Quer saber mais sobre como a TRACTIAN pode te ajudar com o monitoramento de ativos? Entre em contato com um dos nossos especialistas.

Compartilhe:

Icon - Compartilhe no facebookIcon - Compartilhe no LinkedinIcon - Compartilhe no Whatsapp

Sobre o autor:

Foto do Autor

Igor Marinelli

Fundador e Co-CEO da TRACTIAN, startup que descomplica a manutenção preditiva e avisa quando as máquinas vão quebrar. Também é Colunista da Revista Manutenção. É uma das pessoas mais jovens a ingressar na área de manutenção no Brasil e sua empresa foi investida por fundos nos Estados Unidos.

Linkedin do Autor
smart-trac-chip-blog-Tractian

Está gastando muito com a manutenção inesperada de suas máquinas?

Preencha abaixo o seu e-mail e descubra com o nosso especialista como reduzir esse custo!