fbpx

7 dicas para alcançar a excelência na gestão da manutenção

Após o início do ano torna-se fundamental analisarmos os aspectos gerais das indústrias e traçarmos novos planos que visem um melhor desempenho e produtividade. A área de manutenção é fundamental para garantir bom desempenho, por isso, é importante buscar sempre a melhoria do setor.

O setor de manutenção possui diversos indicadores chaves que expõem pontos para serem focados, iremos abordar de forma sucinta alguns deles, mas se quiser saber mais sobre, acesse nosso artigo completo sobre indicadores de manutenção.

Além dos indicadores, existem outros pontos que definem a eficiência do setor de manutenção. Por isso, separamos uma lista de dicas que devem ser abordadas pelo setor de manutenção para se ter um bom desempenho e produtividade. Confira abaixo:

Dicas indispensáveis para o setor de manutenção.

1. Buscar um maior controle das ferramentas

Com quem estão quais ferramentas da empresa? Quando foram retirados? Onde foram parar as ferramentas novas que compramos? Se você se depara com questões como essas no setor de manutenção pode ter certeza que é necessário fazer uma reestruturação desse ponto. Uma meta para ser posta em prática é definir com clareza um plano de controle de ferramentas.

Basicamente é preciso  desenvolver um sistema que engloba controle de entrega/devolução de equipamentos, assim também como termos de responsabilidade e históricos de uso. Ou seja, com um sistema de controle é possível saber qual funcionário pegou determinada ferramenta e qual horário que ele usou a mesma, garantindo assim um controle total dos equipamentos e uma melhor organização para a empresa.

Uma forma de realizar tal gerenciamento é a construção de planilhas de acompanhamento de ferramentas, dessa forma para se utilizar a ferramenta, é necessário fazer antes uma validação na tabela, garantindo assim tal controle, segue abaixo exemplo de tabela:

tabela para controle de uso de ferramentas

2. Ter um controle e organização de estoque

Quanto tempo você perde para encontrar a peça desejada no estoque da sua empresa? Se você respondeu um tempo relativamente alto, pode ter certeza que é necessário dar grande atenção para essa meta. O controle de estoque de peças de manutenção, de reposição e de sobressalentes é muito importante para que se saiba exatamente onde procurar e encontrar uma peça desejada, a fim de corrigir rapidamente os problemas da máquina.

Dessa forma, com uma má organização do controle de estoque, tem-se uma grande perda de tempo com essa busca por peças, gerando assim um baixo rendimento da equipe e corroborando para o aumento dos custos da produção.

É possível organizar o estoque em categorias, e criar formas de identificação com etiquetas para cada categoria, logo, com um mapa de direcionamento para tais etiquetas, é possível saber onde está cada categoria do estoque, sendo possível achar as peças desejadas de forma rápida e eficiente.

Exemplo de um estoque bem organizado:

Estoque bem organizado

 

3. Exercer controle sobre a  disponibilidade de mão de obra

Infelizmente é comum observar que gestores deixam somente a cargo do Departamento Pessoal o controle de ausências e horas extras dos funcionários de manutenção, porém sem este controle se torna uma tarefa muito difícil a programação de serviços de manutenção, acarretando na ineficiência da gestão pois falhará em cumprir com os planos estabelecidos por falta de mão de obra no momento em que a manutenção for gerada.

Suponhamos que uma máquina fundamental para a produção deu algum problema inesperado e é necessário fazer uma manutenção urgente da mesma, porém você percebe que não tem o número adequado de colaboradores para realizar tal processo. Até você encontrar algum funcionário disponível, tem-se uma perda de tempo gigante, na qual a produção está completamente parada, gerando um enorme prejuízo.

Dessa forma, é fundamental que se tenha um bom gerenciamento e controle do número de funcionários, para evitar assim problemas inesperados. Sendo uma meta muito importante para ser posta em prática.

4. Realizar um gerenciamento de gastos de manutenção

Quanto foi gasto com o seu setor de manutenção no último ano? Qual foi o prejuízo gerado por problemas de manutenção? Qual foi a porcentagem de lucratividade sobre o setor de manutenção? Saber responder tais perguntas é fundamental para ter um controle exato dos gastos do setor de manutenção.

Num mercado cada vez mais competitivo, conseguir obter eficiência na produção a custos menores pode se tornar um grande diferencial competitivo. Portanto, a manutenção desempenha um papel fundamental ao conseguir mensurar seus custos através de planos de manutenção programadas bem definidos, registros de custos, manutenção e mão de obra de terceiros, bem como ter o controle de seus custos operacionais básicos (peças e mão de obra própria).

Neste ponto se faz necessário a utilização de software que faça automaticamente a gestão dos custos envolvidos em cada fase do serviço, desde a programação das manutenções até a inserção de peças/compras nos serviços efetuados. Garantindo um controle de gastos e consequentemente um bom desempenho da empresa.

5. Analise e controle as metas individuais dos indicadores

Já mencionado acima, os indicadores são pontos fundamentais do controle do sistema de manutenção, dessa forma é fundamental se atentar às metas individuais dos mesmo para garantir a eficiência de todo o processo.

Dada a alta competitividade das empresas é comum que todas estabeleçam suas metas de produção (dia/semana/mês), e para que estas metas sejam alcançadas é necessário que suas máquinas estejam disponíveis e em perfeito estado de operação, o que leva o setor de manutenção a definir suas metas, tais como:

  • MTBF: Tempo médio entre falhas
  • MTTR: Tempo médio para reparo
  • Disponibilidade
  • Confiabilidade
  • Backlog
  • CMF: Custo de Manutenção sobre Faturamento
  • CPMV: Custo de manutenção sobre valor de reposição
  • Distribuição por tipos de manutenção

Posto isso, é fundamental atender as metas de todos esses indicadores chaves. A não observação destes indicadores trará impacto direto aos objetivos da organização e em suas metas globais. Então é necessário executar tais metas a pontos de garantir a otimização do setor de manutenção

Se quiser saber mais sobre os indicadores chaves do setor de manutenção, acesse nosso artigo completo sobre o assunto.

6. Garanta um bom controle e gestão do setor

Uma forma de garantir um bom desempenho da indústria, é garantindo um bom controle de informações. Acontece que os esforços para manter todas estas informações integradas e gerenciadas adequadamente, dificilmente sobrevivem, atualmente, sem um controle e gestão adequados do setor

Assim, torna- se necessário uma boa gestão, que consiga conversar com todas as informações do setor e fazer um bom gerenciamento das mesmas. Tendo-se esse controle do setor, é possível observar vantagens como:

 

  • Otimização do fluxo de informação permitindo maior agilidade e organização;
  • Redução de custos operacionais e administrativos e ganho de produtividade;
  • Maior integridade e veracidade da informação;
  • Maior estabilidade;
  • Maior segurança de acesso à informação.

A gestão de informações e gerenciamento das mesmas é fundamental para garantir o funcionamento e otimização da produção.

7. Monitore seus equipamentos constantemente

Outra forma muito efetiva de manter um bom desenvolvimento para a empresa é realizar o monitoramento constante dos  equipamentos, garantindo assim um controle de eficiência, evitando quebras repentinas e contribuindo para o bom fluxo de produção.

A melhor maneira de garantir esse monitoramento é através de sensores e plataformas de análise e gerenciamento dos ativos. A plataforma da Tractian oferece monitoramento em tempo real dos equipamentos, podendo enviar avisos por whatsapp. Garantindo a saúde dos ativos e qualidade da produção de forma prática e eficiente.

Quer saber mais sobre como a Tractian pode te ajudar com esse monitoramento dos equipamentos? Entre em contato com um dos nossos especialistas.