Capa

Conheça os tipos de motobomba

Uma motobomba, junção das palavras motor + bomba, é um equipamento que move os fluidos por uma ação mecânica, de um lugar para outro. 

São máquinas que recebem trabalho mecânico, fornecido por outro equipamento, normalmente um motor elétrico ou a combustão interna e transfere para o fluido realizar a tarefa.

O processo pelo qual ocorre essa transferência de energia é resultado de interações dinâmicas entre um elemento orgânico do dispositivo, o rotor e o fluido.

Os tipos de bombas

As bombas mais comuns são classificadas em dois tipos:

  1. Bombas dinâmicas ou turbo bombas;
  2. Bombas de deslocamento positivo, também chamadas de bombas estáticas. 

Bombas dinâmicas 

Esse tipo de bomba é caracterizado por possuir um elemento rotativo (rotor), que exerce força sobre o fluido causando uma aceleração do mesmo. 

Essa aceleração não possui a mesma direção e sentido do movimento do fluido, em contato com o elemento que gera o deslocamento. As forças geradas irão transferir quantidade de movimento ao fluido a ser bombeado. 

Ou seja, a movimentação do fluido ocorre pela ação de forças que se desenvolvem na massa do mesmo. Isso em consequência da rotação de um eixo no qual é acoplado um disco (rotor, impulsor) dotado de pás (palhetas, hélice). Esse disco recebe o fluido pelo seu centro e o expulsa pela periferia, pela ação da força centrífuga. Por isso se conhece mais esse tipo de bomba como sendo bomba centrífuga.

Essas bombas podem ser classificadas de acordo com a trajetória do líquido no rotor e com o número de rotores empregados. 

As bombas centrífugas podem ser puras ou radiais e as de fluxo misto ou diagonal. E são classificadas segundo o número de rotor. 

  • Bombas de estágio simples: utilizadas para simples bombeamento de fluido de um local para outro e para circulação em sistemas de refrigeração, por exemplo.
  • Bombas de estágios múltiplos: dotadas de características para situações onde se necessita de alta vazão e pouca pressão e para fluidos menos viscosos.

Bombas de deslocamento positivo

Uma bomba de deslocamento positivo faz um fluido se mover, prendendo uma quantidade fixa e forçando esse volume preso em um tubo ou sistema de descarga. 

Algumas bombas de deslocamento positivo usam uma cavidade de expansão no lado da sucção e uma cavidade decrescente no lado de descarga. 

O líquido flui para a bomba à medida que a cavidade no lado de sucção se expande, e para fora conforme a cavidade colapsa. O volume permanece constante em cada ciclo de operação da bomba. Portanto, a movimentação do fluido é causada diretamente pela ação de um elemento impulsor da bomba. E que obriga o fluido a executar o mesmo movimento está sujeito este impulsor (êmbolo, engrenagens, lóbulos, palhetas).

Motobomba de deslocamento positivo com vista lateral 

As bombas de deslocamento positivo dividem-se em:

  • Êmbolo ou Alternativas (pistão, diafragma, membrana);
  • Rotativas (engrenagens, lóbulos, palhetas, helicoidais, fusos, parafusos, peristálticas).

Esse tipo de motobomba é muito utilizada quando é necessário uma pressão constante, sem flutuações. Outra característica importante é o deslocamento de uma quantidade constante de fluido.

Devemos destacar que independente do tipo de bomba, seja dinâmica ou de deslocamento positivo, existem vários modelos que trazem características específicas. Portanto o tipo a ser utilizado depende de muitos fatores que só um projeto bem detalhado pode chegar ao tipo correto.

Como cuidar do conjunto motobomba?

O conjunto motobomba é um equipamento essencial para muitos tipos de processos e diversos segmentos de negócios. Independente do tipo, uma manutenção com base em dados do estado de funcionamento é essencial. 

Para evitar prejuízos, o ideal é sempre atuar com a manutenção preventiva e preditiva de modo a evitar falhas e paralisações dos sistemas. É importante realizar um constante monitoramento dos conjuntos motobombas por conta do desgaste natural das peças.

Com uma gestão assertiva da manutenção, podemos identificar os níveis de criticidade instalados no parque fabril e definir uma estratégia certeira. 

Atuando com as técnicas certas de preditiva, é possível controlar o estado de funcionamento do conjunto da motobomba. O ideal é que isso seja realizado por meio de um monitoramento online, para antecipar falhas ou detectar alterações nas condições físicas que necessitem de manutenção. 

A manutenção preditiva é um método aplicado com intuito de detectar as condições reais de funcionamento de muitos tipos de equipamentos. E com base na coleta de dados, podem determinar o nível de desgaste, aquecimento e vibração.

Usando as técnicas de monitoramento online por meio de sensores IoT, é possível identificar irregularidades mínimas como: desbalanceamento do rotor, desalinhamento de acoplamento ou mancal, empenamento do eixo, rolamentos danificados, peças frouxas, entre outros.

Hoje podemos contar com soluções como a da TRACTIAN, com seu monitoramento online, por meio do software de gestão inteligente, que facilita a gestão da manutenção.

Preventiva criada para uma motobomba dentro da plataforma TRACTIAN

A atuação da equipe fica extremamente ágil e com intervenções na hora certa, evitando assim as temidas paradas indesejáveis.

Entre em contato com um especialista da TRACTIAN e saiba como é possível evitar falhas na sua motobomba.

Compartilhe:

Icon - Compartilhe no facebookIcon - Compartilhe no LinkedinIcon - Compartilhe no Whatsapp

Sobre o autor:

Foto do Autor

Luis Cyrino

Consultor e instrutor de treinamentos industriais no Manutenção em Foco, graduado em Administração de Empresas, pós graduado em Engenharia e Inovação e MBA em Gestão empresarial pela FGV. Especialista em Gestão da Manutenção e produção de conteúdo voltados para os setores industriais e do agronegócio.

Linkedin do Autor
smart-trac-v4-chip-Tractian

Está gastando muito com a manutenção inesperada de suas máquinas?

Preencha abaixo o seu e-mail e descubra com o nosso especialista como reduzir esse custo!