Capa

Tipos de folga mecânica e como solucionar

Durante a análise de vibração, é comum diagnosticar folga mecânica no equipamento. Esse diagnóstico, por sua vez, divide-se em três tipos, e é fundamental que o gestor de manutenção conheça todos eles para que possa identificar o problema e elaborar uma solução eficaz para corrigi-lo.

Segundo o Vibration Diagnostic Manual for Technical Associates of Charlotte (Manual de diagnóstico de vibração da Technical Associates of Charlotte), embora seja comum ouvir que existem apenas dois tipos de folga –  a rotativa e não rotativa, é preciso levar em consideração os tipos A, B, C e suas particularidades. Neste artigo, a TRACTIAN explica as diferenças entre eles, suas causas, manifestações e como aparecem no espectro.

Existem três tipos de folgas mecânicas: A, B e C.

Tipo A

Também chamado de folga estrutural, o primeiro tipo é causado pela fragilidade nos pés, base ou fundação do equipamento. O defeito pode se manifestar por deterioração do apoio ao solo, folga de parafusos que sustentam a base, distorção da armação ou base e rejuntamento deteriorado. 

No espectro, o tipo A de folga mecânica aparece como uma onda de um pulso por rotação. A análise revela cerca de 180° graus de diferença de fases entre medições verticais no pé da máquina, onde fica a base.

Tipo B

Já o segundo tipo é normalmente causado por parafusos soltos no apoio da base, rachaduras na estrutura do skid ou no pedestal do mancal. 

Diferentemente do tipo A, a forma desse modelo de folga mecânica no espectro é de uma onda temporal de dois pulsos por rotação.

Tipo C

O terceiro e último é o mais complexo entre os tipos de folga mecânica, causado geralmente por um ajuste feito de forma incorreta entre partes que compõem as forças dinâmicas do rotor. Alguns exemplos são: um casquilho solto na tampa, folga excessiva entre rolamento e luva ou um rotor solto em um eixo.

Tal defeito causa o truncamento da forma de onda no tempo. No espectro, o tipo C aparece normalmente exibindo um piso de ruído elevado, que indica a presença de folga. Conta também, com vários harmônicos por conta das respostas não lineares das peças soltas às forças dinâmicas do rotor. 

Os dados do terceiro tipo de folga mecânica no espectro podem diferir bastante de uma medição a outra, devido a variáveis como a posição de mudança do rotor. Isso torna o terceiro tipo de folga mecânica altamente direcional, podendo causar leituras bem diferentes da fase.

Segundo o Manual de Diagnóstico de Vibração da Technical Associates, o tipo C é provavelmente o mais desafiador durante a análise de dados de vibração que envolvem folgas mecânicas, já que sua onda temporal, diferente das ondas dos tipos A e B, apresenta um padrão não repetitivo entre as revoluções. Tal tipo de folga pode originar múltiplos sub-harmônicos capazes de chegar a 10x.

Uma forma eficiente de corrigir as folgas mecânicas é através de soluções que se aliam à ciência de dados. A plataforma TRACTIAN, por exemplo, utiliza a Inteligência Artificial e uma extensa base de dados para identificar o padrão espectral do equipamento e, consequentemente, as folgas mecânicas. Dessa forma, o gestor de manutenção é avisado sobre a situação do ativo e orientado a corrigir o problema de forma assertiva.

Abaixo, um exemplo de folga mecânica detectada pelo sistema de monitoramento online. Nesse caso, a plataforma identificou anomalias no padrão vibratório do equipamento e alertou o gestor de manutenção.

Print do insight gerado pela plataforma TRACTIAN

É possível observar o comportamento vibratório do ativo no espectro e a existência de múltiplos harmônicos do fundamental com magnitudes relevantes (15% do valor absoluto do H1 – harmônico 1). Isso indica, para a maioria dos analistas, um comportamento característico de folga mecânica.

A plataforma TRACTIAN é capaz de reconhecer diversos tipos de falhas, com insights generalistas e também mais específicos, como é o caso da folga mecânica apresentado acima, por exemplo. Evitando desta forma o avanço de falhas que levariam a quebras inesperadas e permitindo ao gestor investir seu tempo no que realmente importa.

Para saber mais sobre como a nossa plataforma identifica folgas mecânicas, entre em contato com nossos especialistas no balão de conversa à direita ou agende uma demonstração.

Compartilhe:

Icon - Compartilhe no facebookIcon - Compartilhe no LinkedinIcon - Compartilhe no Whatsapp

Sobre o autor:

Foto do Autor

Alex Vedan

Designer Industrial pela UNESP. Possui especialização em projeto de produto com ênfase em fabricação digital, inovação e comunicação. Contribuindo na criação de conteúdos relevantes para a indústria. É Head de Marketing na TRACTIAN.

Linkedin do Autor
smart-trac-v4-chip-Tractian

Está gastando muito com a manutenção inesperada de suas máquinas?

Preencha abaixo o seu e-mail e descubra com o nosso especialista como reduzir esse custo!