Capa

O salto na manutenção de ativos na Embraer

De Olho Na Falha é uma série de artigos sobre histórias de manutentores que implementaram a nossa solução e foram salvos de quebras repentinas e máquinas paradas, como Ahlstrom Munksjo, AmstedMaxion, Yara, entre outros.

Terceira maior fabricante de jatos comerciais do mundo, a Embraer é uma empresa brasileira com 52 anos de história, 18 mil colaboradores e mais de 8 mil aeronaves entregues. Atuando nos setores de aviação comercial, executiva, defesa e segurança, as aeronaves da empresa decolam em algum lugar do planeta a cada 10 segundos e transportam cerca de 145 milhões de passageiros ao ano. Suas unidades industriais, escritórios e centros de distribuição estão presentes nas Américas, África, Ásia e Europa. E foi na planta de Botucatu, interior de São Paulo, que a TRACTIAN entrou na trajetória da empresa. 

Em meados de setembro de 2020, uma reportagem chamou a atenção de Leandro Lage, Engenheiro de Manutenção e Infraestrutura da Embraer. “Eu li, e coincidentemente meu superior assistiu à reportagem na TV. Comentei com ele: vi uma matéria muito interessante, é de uma empresa que trabalha com preditiva, na linha de monitoramento, é uma startup e eu achei muito bacana. E aí ele disse: eu também assisti à reportagem. E foi assim que a TRACTIAN surgiu na nossa vida”, comenta. 

Leandro Lage, Engenheiro de Manutenção e Infraestrutura na Embraer

Lage, que é graduado em Engenharia Mecânica, está na fabricante de aviões há 14 anos. Entrou como estagiário, foi promovido a engenheiro de manufatura no ano seguinte e, após 8 anos no cargo, assumiu a atual função na área de Manutenção e Infraestrutura na planta de Botucatu. 

Hoje, é responsável pela estratégia vinculada ao PCM e à operação de campo, e também por todo o suporte de infraestrutura como instalação de maquinário, equipamentos e sistemas para suportar a operação na planta.

Hoje, a manutenção de campo é feita por uma empresa terceirizada. A Embraer, de modo corporativo, contrata essa empresa e eles são responsáveis pela operacionalização das demandas de manutenção. Fico nessa posição estratégica, em relação à análise dos ativos, na linha da gestão dos ativos como um todo, que engloba todo o planejamento, ferramentas e implantação do que temos de melhor do mercado, e exatamente por isso cheguei até a Tractian. 

A transformação das rotinas de manutenção 

Antes de adotar a solução de monitoramento online da TRACTIAN, Lage explica que as manutenções se resumiam, basicamente, a corretivas e preventivas. Embora tais modelos fossem, de forma geral, satisfatórios, ambos apresentavam um histórico grande de indisponibilidade e custos altos em várias situações em que alguns ativos apresentavam falhas e precisavam de intervenções. 

Já a manutenção preditiva era feita, até então, de maneira pontual na fabricante de aviões. “Contratávamos uma empresa, ela vinha, fazia as medições durante uma, duas semanas, levava embora os dados, processava e depois nos retornava via relatório. Não existiam instalações e plataforma para Monitoramento online e remoto, 24h por dia, antes da TRACTIAN”, conta. 

A instalação dos sensores IoT e do software de gestão da manutenção na planta aconteceu em novembro de 2020. Desde então, 34 dispositivos coletam dados de oito equipamentos: seis compressores de ar comprimido, responsáveis pela geração do ar utilizado na fábrica, e dois tanques de processos químicos de tratamento de superfície (monitoramento dos elementos rotativos).

Neste primeiro ano, Lage elenca vários resultados positivos. Segundo ele, as automações das demandas de manutenção disponibilizadas pela plataforma online, os monitoramentos, os reportes de falhas em sua condição potencial, os KPI’s gerados e as análises de falhas com possíveis causas e soluções fizeram bastante diferença na gestão dos processos de manutenção da Embraer. 

A implantação da plataforma que faz as manutenções preventiva, preditiva e prescritiva opera de forma bem integrada e tem contribuído para aumentar o nível das entregas da área de manutenção. Ela gera o insight, e quando você entra para reportar o que realmente aconteceu, ela já sugere possíveis causas e soluções do que deve ser feito para poder proceder com as intervenções, então é uma ferramenta poderosa. 

O engenheiro mecânico recorda a experiência do primeiro insight gerado com a plataforma: um downtime em um dos tanques da linha de tratamento de superfície. 

Foi em um feriado, e eu recebi o insight  pelo celular. Foi uma surpresa. Quando vi, falei: funciona mesmo. Quando voltei do feriado, fui entender o que era o downtime em questão. Nós setamos as horas, né? Eu pensei: verdade, não houve hora extra nesse recurso desse ativo, então fez sentido. Foi onde tudo começou. Hoje, não imaginamos mais os processos de manutenção sem a plataforma. 

Primeiro insight detectado pela plataforma TRACTIAN em ativo da Embraer

Evitando problemas em potencial 

Ao longo destes primeiros 12 meses utilizando o sistema de monitoramento online de ativos da TRACTIAN, a Embraer notou um aumento considerável da disponibilidade e confiabilidade dos ativos que receberam os sensores. 

A reincidência de indisponibilidade diminuiu. Os manutentores acharam o máximo, porque conseguimos trabalhar de uma forma muito mais inteligente, pois não há grandes impactos no sentido da falha já ter se concretizado. O que precisa ser feito antes da falha acontecer é mais fácil, mais rápido e mais simples. 

O engenheiro de Manutenção destaca ainda dois grandes problemas que passaram a ser evitados após a implementação da manutenção preditiva oferecida pela TRACTIAN: potenciais desvios de desbalanceamento e saturação em filtro de motobomba. 

Conseguimos antecipar a falha funcional dos desbalanceamentos, que seria a parada ou quebra do equipamento. Quando a plataforma gera o insight, vamos até o local com o manutentor para verificar o que está acontecendo.  Em várias situações o desbalanceamento procedia, e a gente conseguiu evitar uma parada e um custo alto para proceder com esses reparos. Isso tem acontecido com bastante frequência. 

Exemplo de desbalanceamento detectado pela plataforma TRACTIAN em ativo da Embraer

Já no caso da motobomba, os insights de aumento de vibração indicam que o filtro acoplado no ativo pode estar ficando saturado.

Com o passar das semanas, o líquido que circula nesse filtro, um mascante, vai saturando, e isso gera a vibração. A gente entende com isso que o filtro está ficando saturado, e aí direcionamos o manutentor para substituir esse elemento filtrante. E isso acontece a cada duas, três semanas. É uma constante. Temos um manômetro fisicamente instalado nessa motobomba, mas para ver temos que ir até o local, que não é de fácil acesso. Por isso o sensor e a plataforma ajudam tanto

Economia com trocas e reparos

Com o uso dos sensores IoT e do CMMS da TRACTIAN, a planta da Embraer em Botucatu não teve nenhum problema de quebra inesperada nos ativos monitorados até então. No entanto, Lage recorda uma situação antes de ter a solução com um desbalanceamento de motor em 2018 que custou para a empresa um montante significativo em manutenção. 

Como nós não tínhamos método preditivo de identificação, online e remoto, 24h por dia, o problema foi se agravando. Houve um impacto muito grande, tanto de parada de produção quanto com os custos para o reparo. 

Segundo o engenheiro mecânico, a situação sempre é lembrada e colocada em comparação com a realidade atual da empresa.

Tivemos uma situação que a plataforma teria conseguido identificar para a gente antecipar esses eventuais desvios. 

Única no mercado

Diante dos resultados obtidos e da melhoria das rotinas de manutenção com o uso da solução da TRACTIAN, a Embraer pretende ampliar o número de sensores e ativos a serem monitorados na planta de Botucatu em 2022. 

Entre os diferenciais que a TRACTIAN apresenta, além da fácil instalação do sistema, independência de uso de redes wi-fi e custo-benefício, Lage destaca a eficiência da entrega da plataforma e a possibilidade de desenvolver a estruturação operacional do CMMS junto ao time da TRACTIAN, com feedbacks e sugestões acerca das funcionalidades que a plataforma oferece.

É uma plataforma única no mercado, por tudo o que ela oferece, com grande capilaridade e integração nos processos de manutenção de forma simples e prática que consegue garantir o resultado. 

Para a Embraer, pesquisa e desenvolvimento é assunto latente, e a gigante da aviação pretende seguir dividindo situações e colhendo frutos junto à TRACTIAN. “Estamos com a TRACTIAN porque ela é pragmática com resultado. É simples, direta, objetiva, não tem rodeio e entrega resultado. Pragmatismo com resultado. É isso que resume a TRACTIAN”, conclui. 

Quer melhorar a rotina do seu time de manutenção, aumentando a produtividade da sua planta e garantindo maior confiabilidade dos seus ativos? Faça como a Embraer e leve a TRACTIAN para a sua planta industrial. Agende já uma demonstração

Compartilhe:

Icon - Compartilhe no facebookIcon - Compartilhe no LinkedinIcon - Compartilhe no Whatsapp

Sobre o autor:

Foto do Autor

Alex Vedan

Designer Industrial pela UNESP. Possui especialização em projeto de produto com ênfase em fabricação digital, inovação e comunicação. Contribuindo na criação de conteúdos relevantes para a indústria. É Head de Marketing na TRACTIAN.

Linkedin do Autor
smart-trac-v4-chip-Tractian

Está gastando muito com a manutenção inesperada de suas máquinas?

Preencha abaixo o seu e-mail e descubra com o nosso especialista como reduzir esse custo!